SEMUTTRAN ANUNCIA CAMPANHA CONTRA VANDALISMO EM TERMINAIS DE ÔNIBUS


(Leia no PONTO FINAL).

BOM DIA.

Hoje (11), tem a Seleção Brasileira. É verdade que o futebol do time do Tite não encanta, porém, é Copa do Mundo. A classificação brasileira é mais que uma obrigação, ou seja, uma certeza, pois, o nível técnico dos adversários sul-americanos, é sofrível. Impossível o Brasil não estar no Catar em 2022. Depois de vários jogos horríveis, contra o Uruguai, finalmente conseguiu convencer e deixou os torcedores otimistas. Esta noite (11), será contra a Colômbia, e apesar de o adversário não mais ser o mesmo do passado, pode complicar caso Neymar e Cia. não consigam jogar bem. O Brasil é favorito. Já na próxima terça-feira (16), o duelo será contra a Argentina, única seleção do nosso continente em condições de realmente encarar o Brasil. Um bom dia para você.

O QUE
ELES DIZEM

A TERCEIRA VIA NÃO PRECISA TER PRESSA. ESSE CAMPO VAI AFUNILAR”

MARCELLO BRITO (Presidente da Associação Brasileira do Agronegócio em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo).

OLHO NO OLHO

Aconteceu o que a oposição não queria: a vitória dos precatórios nas duas votações na Câmara dos Deputados. Agora, a esperança da esquerda é o Senado Federal, onde, a princípio, a votação poderá será bastante equilibrada. Embora ainda em 2021, só e pensa em 2022, com os adversários do atual governo não admitindo dar chances para Jair Bolsonaro ver crescer sua popularidade. O Auxílio Brasil (antigo programa Bolsa Família), turbinado, pode interessar a população pobre brasileira, mas contraria os planos da esquerda, adepta nos dias de hoje, do quanto pior, melhor.

OPINIÃO

Como acontece em todos os fins de ano, parte da cidade de Piracicaba deverá se mostrar iluminada e colorida em dezembro. A Secretaria de Turismo vai enfeitar as pontes, o elevador do Mirante e a rua do Porto. Talvez também o Engenho Central. Ou seja, os lugares de sempre. E, o centro da cidade? A preocupação, ao não enfeitar todos corredores comerciais dos bairros, e apenas a da Governador, é provocar polêmica ou ciúmes. Acontece que, uma coisa não justifica outra. Nos referimos a área central da cidade e o centro é o centro, existindo um centro só. O comércio é assunto ou problema para o comércio, e as praças José Bonifácio e Catedral, lugares públicos, são preocupações para a Prefeitura Municipal. O centro sempre ignorado ou esquecido, é uma falha. É possível sim, providenciar ali, um clima bonito, aproveitando o sentimento natalino. Basta querer.

PONTO FINAL

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes (Semuttran), prepara campanha de conscientização contra atos de vandalismo, que ocorrem principalmente em banheiros dos terminais de ônibus (Central, Paulicéia, Piracicamirim, São Jorge, Cecap e Sônia). Pelo fato de os banheiros serem áreas privativas, a secretaria pede apoio da população, que pode denunciar os casos nos postos da Guarda Civil localizados nos terminais. Os atos vão desde pichações nas paredes, passando por furto de lâmpadas, torneiras e até parafusos e treliças, causando prejuízos aos cofres públicos. Este tipo de ato é crime e está sujeito a uma pena de detenção de seis meses a três anos e multa. A campanha terá como foco principal a comunicação visual por meio de cartazes e banners nos terminais e dentro dos ônibus. A Semuttran ainda estuda a possibilidade de trabalhar uma comunicação direta nos pontos de ônibus, que também são danificados. A secretária da Semuttran, Jane Franco, destaca a importância da denúncia: “Depredar patrimônio público é crime e os usuários do transporte público podem realizar a denúncia à Guarda Civil, que possui posto em todos os terminais e pode tomar as providências cabíveis”. O comandante da Guarda Civil, Sidney Nunes, esclareceu que em casos de atos em áreas privativas dos terminais, a corporação só pode atuar mediante denúncia dos usuários: “Em todos os terminais há guardas-civis e os usuários do transporte coletivo também podem colaborar. Se desconfiarem de alguma prática ou atitude, devem procurar as cabines da GC localizadas nos terminais, para que a corporação possa agir”. Segundo a secretária, o vandalismo é frequente e gera um alto custo de reparo para o município. “Infelizmente, esse tipo de ação acontece muito. Estamos finalizando uma campanha de conscientização para tentar minimizar esses prejuízos. No final das contas, quem paga é o próprio contribuinte”, lamenta. Jane Franco lembra que a Lei nº 2.848/40, art. 163 do Código Penal coíbe esse tipo de atitude e o Departamento de Transportes Públicos da Semuttran precisa da colaboração dos usuários para identificar essas pessoas.

VOLTO AMNANHÃ.

ATÉ LÁ.

Compartilhe este post:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *